quarta-feira, 13 de abril de 2022

Harley-Davidson Nightster 975 - 2022


A Harley-Davidson apresentou no exterior a nova Nightster, modelo equipado com uma nova versão do motor Revolution Max e que tem design inspirado na antiga geração da família Sportster, mais precisamente a Iron 883, moto de entrada da marca norte-americana que foi descontinuada no final de 2020 em alguns mercados, entre eles o brasileiro.

Falando em Brasil, uma boa notícia para os fãs da Casa de Milwaukee: a Nightster está confirmada para nosso país, e vai desembarcar por aqui em 2023. Então, vamos conhecer mais detalhes sobre a nova motocicleta da Harley-Davidson.


Ela utiliza o motor Revolution Max, que fez sua estreia na Pan America e também equipa a nova Sportster S, cruiser revelada pela Casa de Milwaukee no meio do ano passado. A diferença é que nestas motos ele tem capacidade cúbica superior a 1.250 cm³, enquanto na Nightster a entrega será menor.

A construção desse motor é a mesma empregada na usina da Sportster S: cilindros feitos em alumínio, tampas em magnésio, comando duplo nos cabeçotes e variável na admissão. O propulsor V-Twin da nova Harley-Davidson tem 975 cm³ e rende potência máxima de 90 cv a 7.500 rpm e torque de 9,5 kgf.m a 5.000 rpm. O câmbio tem seis marchas com transmissão secundária por corrente. Segundo a Harley-Davidson, o consumo declarado da Nightster é de 22 km/l.

Seu quadro é baixo e comprido, e destaca-se uma nova parte com treliça colocada na parte dianteira, bem perto do guidão. O tanque, que tem o icônico formato amendoim, tem capacidade para 11 litros, e à sua frente está instalado um farol redondo envolto com uma moldura. Ele é em LED, assim como suas luzes de direção e a lanterna traseira.

A nova Nightster tem 2,20 m de comprimento, 1,55 m de entre-eixos, 83,6 cm de largura máxima e 1,10 m de altura. O assento é baixo, posicionado a apenas 70,5 cm do solo, favorecendo a pilotagem para condutores de baixa estatura. Seu peso em ordem de marcha é de 218 kg.

A suspensão dianteira utiliza garfo Showa com 41 mm de diâmetro, 11,4 cm de curso e sistema Dual Bending Valve (DBV), que tem duas válvulas em cada lado e que funciona da seguinte forma: quando pouco exigida, a suspensão dianteira funciona normalmente, com ambas abertas. Já em situações mais severas, apenas uma atua em cada lado, visando deixar o sistema mais rígido. Na traseira, o sistema é bichoque, com dois amortecedores, um em cada lado e ambos com 7,6 cm de curso e ajuste de pré-carga.

Os freios da Nightster são ABS e atuam em conjunto com o controle de tração. Eles possuem discos simples, com 320 mm de diâmetro na dianteira e 260 na traseira. Na frente ele é montado em uma pinça com quatro pistões, enquanto atrás é flutuante e com uma pinça de pistão único.

O discreto painel traz um velocímetro analógico na parte superior, uma pequena tela de LCD na parte inferior e luzes-espia entre esses mostradores. Ele exibe muitas informações, como velocidade, funcionamento dos piscas e do controle de tração, temperatura do líquido de arrefecimento e vários alertas, como de manutenção, baixo nível de combustível, ABS desligado, baixa pressão nos pneus, entre outros.

Nos Estados Unidos, a nova Harley-Davidson Sportster será vendida nas cores preta, cinza ou vermelha e com preços que partem de US$ 13.500, cerca de R$ 63 mil na cotação atual. Se ela realmente vier ao Brasil e tiver um custo parecido, terá muito potencial para fazer sucesso por aqui. Vamos acompanhar!

segunda-feira, 11 de abril de 2022

NOVA HARLEY! Vai se chamar Nightster 1250?

 A Harley-Davidson está pronta para expandir a família e a tradicional fabricante norte-americana vem lançando teasers e imagens para dar pistas sobre a nova motocicleta. O lançamento irá ocorrer em breve, dia 12 de abril, próxima terça-feira.

Apesar de ainda faltarem alguns dias para a apresentação, a marca vem apresentando uma série de vídeos e fotos sobre o novo produto. Assim, já sabemos quase tudo sobre a nova Harley 1250.

Apesar dos escassos detalhes revelados até agora, sabemos que a nova Harley-Davidson provavelmente será posicionada abaixo da também novata Sportster S. Nas imagens divulgadas, a moto ainda não deu as caras completamente, mas já revelou vários detalhes importantes.

Na dianteira vemos uma carenagem pequena, farol circular de LED, rodas grandes e com pneus mais finos, além do para-lama traseiro alongado, junto do escapamento posicionado na direita. Já o motor, ao que tudo indica, será o mesmo que equipa as Sportster S e Pan America. Nas ‘irmãs’, o Revolution Max tem 1.250 cilindradas e gera até 150 cv de potência.

Pelas imagens é possível notar, pela silhueta, que a próxima Harley-Davidson também promete ergonomia mais relaxada em comparação com a versão S. O que nos dá ideia de um modelo mais dedicado aos fãs do estilo “cruiser raiz”.

A moto também parece ter garfos dianteiros telescópicos, amortecedores duplos na traseira, além de espelhos na extremidade do guidão. O assento visto até agora abriga apenas um lugar, e o painel de instrumentos digital parece ser o mesmo da Sportster S.

Motorização e nome a definir

Ainda não há informações oficiais sobre os números de rendimento do novo modelo. No entanto, sabemos que a nova motocicleta pode ter o motor Revolution Max, de 1250 cc.

Mas existe também a possibilidade de que a Harley-Davidson escale um motor V-Twin de 975 cc em sua nova moto. Seria então um propulsor e pacote semelhante ao projeto cancelado da Streetfighter 975. Teríamos assim um modelo posicionando como uma oferta mais acessível, mas com o visual bem mais tradicional frente a congelada Street.

Por fim, ainda não sabemos o nome da nova motocicleta. A marca conta com um leque de opções grande, entre Bareknuckle, Bronx, ou 48X. Relatórios recentes, porém, sugerem que a Harley-Davidson pode ser identificada como Nightster no momento de seu lançamento. Daqui uma semana, saberemos todo o desfecho desta história.

quinta-feira, 31 de março de 2022

CUSTOMIZADORES, Será uma luz no fim do túnel?


 O Projeto de Lei (PL) 410/22, que tramita em caráter conclusivo na Câmara dos Deputados, pretende extinguir a prévia autorização exigida para a modificação de veículos no Brasil Atualmente, ninguém pode fazer mudanças nas características de fábrica de um automóvel sem essa permissão, que é dada pelos Detrans.

O PL altera a Lei nº 9.503 do Código de Trânsito Brasileiro, de 1997, artigo 98: “Nenhum proprietário ou responsável poderá, sem prévia autorização da autoridade competente, fazer ou ordenar que sejam feitas no veículo modificações de suas características de fábrica”.

Uma das justificativas , traz que a dimensão psicológica deve ser observada além da função fundamental dos veículos (proporcionar o deslocamento de pessoas e cargas de forma eficiente). Isto é: importam também coisas além da função, coisas que as pessoas que mexem nos carros adicionam.

Dimensões psicológicas ao modificar veículos

É colocado que carros esportivos, motocicletas, jipes, entre outros, além de incitar emoções positivas, “propiciam o desenvolvimento da cadeia produtiva associada à indústria automobilística. Induz-se a fabricação de peças e acessórios, geralmente de qualidade superior à média”.

Outro ponto no texto trata da estimulação da criação de novos designs, projetos “e até cores para pintura externa”. Os veículos off-road também são citados no projeto em tramitação na Câmara com relação à maior liberdade nas modificações, sendo ela benéfica para a necessidade de alterações na suspensão ou de rodas e pneus com dimensões maiores.

Conforme traz a Agência Câmara de Notícias, o PL tramita em caráter conclusivo e será analisado pela comissão de Viação e Transportes e também pela comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. Até o momento, não há um parecer registrado das comissões.

Pelo texto, continua sendo obrigatório informar ao Detran quais modificações foram feitas nos carros antes de botar eles de volta na rua, para poder atualizar o Renavam.

E aí? o que achou? deixe sua opinião e não esqueça de compartilhar com seus amigos que gostam de Customizar! 

Fonte: Olhar Digital


domingo, 6 de fevereiro de 2022

HARLEY-DAVIDSON: Novidades 2022

A Harley-Davidson divulgou seu Lineup para 2022 com motos ainda mais fortes e tecnológicas principalmente na linha CVO e Touring. A família Softail (Fat Boy, Street Bob, Fat Bob) sem muitas surpresas receberam mudanças nos grafismos e nas rodas, a única e agradável surpresa ficou por conta da apresentação dos modelos Low Rider que além da versão S agora conta com a ST, esta última uma autêntica referência à mítica FXR! uma Club Bike lindíssima equipada com o M8 117 de 1923cc! 


Vale lembrar que ainda teremos a estreia das novas Sportster S e da Big Trail Pan-América (não há previsão de chegada ao Brasil), Já na linha Touring os modelos Street Glide e Road Glide ganharam também uma versão ST, com um visual  insano e minimalista. Os modelos CVO como sempre, repletas de tecnologias ganharam novas "facilidades ao pilotar" também receberam grafismos interessantes para quem gosta de ser exclusivo... Por falar em exclusividade não basta apenas gostar, a nova tabela de valores da Harley para o Brasil também foi alterada, hoje o modelo mais "acessível" da Lenda Americana é a Low Rider S por R$ 104.100,00! Já o modelo mais caro é a CVO Road Glide Limited por R$ 246.700,00.

Street Glide ST

Road Glide ST

Low Rider ST

Low Rider S

CVO Tri Glide

CVO Street Glide

CVO Road Glide Limited

CVO Road Glide

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.