terça-feira, 23 de agosto de 2016

Arch Motorcycle KRGT-1

Não confunda Keanu Reeves com um entusiasta comum de motocicletas. Ele não liga para sua calça jeans, nem para sua jaqueta da moda, tampouco para sua minúscula café racer.
Por outro lado, ele ficaria feliz se você quisesse comprar uma das supermotos Arch KRGT-1, com motor V2 de 2.000 cc, que ele fabrica ao lado do amigo Gard Hollinger, um reverenciado projetista do mundo das duas rodas. Cada unidade dessas custa US$ 78.000 (R$ 250.000) e é baseada em um protótipo que Hollinger criou especialmente para Reeves, anos atrás.
 

A produção dessas feras é feita só sob encomenda -- incluindo pagamento de sinal de US$ 15.000 (R$ 50.000) --, e por enquanto limitada a consumidores dos Estados Unidos. "Durante a construção daquela [primeira] motocicleta fomos nos conhecendo", disse Reeves, em julho, em entrevista concedida à Bloomberg na própria oficina.
Diferentemente dos motociclistas experientes que começaram desde pequenos, Keanu aprendeu a pilotar já adulto. Isso não o impediu de criar uma coleção pessoal repleta de clássicos de grande porte: Norton, Suzuki, BMW, Kawasaki, Harley-Davidson, Moto Guzzi...
Como a parceria começou

Reeves abordou Hollinger pela primeira vez em 2007, quando lhe pediu para modificar sua Harley Shovelhead no 1984 com apoio para o garupa. O designer se recusou. "Aquilo realmente não era meu negócio", disse.

Foi então que eles começaram a conversar sobre construir uma moto completamente nova, com visual bonito e estável, visual prata brilhante, pneus grossos e tanque de gasolina curvo como o para-lama de um Bugatti.
Quando Hollinger terminou, Reeves gostou tanto que quis mais: encomendou algumas para ele e outras para os amigos. Quis, então, montar uma empresa de motocicletas. "Foi realmente dirigindo o protótipo que se provou o conceito do negócio, embora nós não soubéssemos", declarou Reeves.
Eles nunca planejaram criar uma empresa -- o ator havia encomendado o protótipo apenas para se divertir e dar longos passeios. Mas a moto era tão legal, afirmou o ator, que ele começou a insistir com o criador do modelo para que expandisse a fabricação.

Gestor de vários negócios no meio, Hollinger demorou a se convencer. "A moto original foi o resultado do que Keanu disse que esperava de uma motocicleta", contou.
Negócio que engatinha
Agora os dois homens de 40 e poucos anos gastam horas incontáveis e tiram dinheiro do próprio bolso para construir uma marca -- Reeves não quis informar quanto, limitando-se a dizer que eles não contam com investimentos de fora.



Existe uma explicação muito simples para isso: eles estão em busca da mesma sensação que Reeves teve ao experimentar a KRGT-1 pela primeira vez: "A moto precisa te fazer rir enquanto pilota", sentenciou Hollinger.





Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...