quinta-feira, 10 de dezembro de 2020

King of the Baggers


Mais uma vez sou surpreendido com uma mistura que me deixa fascinado! HARLEYS, INDIANS E VELOCIDADE!
Já imaginava que isso logo logo poderia acontecer mas não tão rápido assim. 
Sempre acompanhei oficinas gringas que transformam Streets e Roads em canhões porém para curtir e a algumas semanas atrás fui surpreendido com a King of the Baggers, uma corrida muito bem organizada e o melhor, a legendária disputa entre Harley-Davidson e Indian e paralelamente algumas das melhores marcas aftermarket de performance querendo provar quem é o melhor! dentre elas estavam Vance&Hines, S&S, RSD, Performance Machine entre outras...


As motos utilizadas é claro são as Tourings americanas do momento: Indian Challenger, Harleys Street Glide e Road Glide, obrigatoriamente deveriam manter a maioria de seus equipamentos de série como  suas bags laterais e carenagens frontais. 
O palco escolhido foi o icônico circuito de Laguna Seca, nada menos que 13 pilotos compuseram o grid seno eles 11 pilotando Harleys e apenas 2 corajosos pilotos com a Indian Challenger. 
Ainda falando sobre as modificações nas motos, é obvio que os grande V-Twins passaram por diversas modificações assim como equipamentos de ciclística principalmente as suspensões que para suportar os 300kg desses monstros devem ser de primeira!
Em resumo, a primeira corrida foi cheia de emoções com direito a ultrapassagem na última curva com vitória para uma das 2 índians Challenger pilotada por Tyler O'Hara preparada pela S&S Cycle.

Esta corrida pouco convencional (Americanos adoram isso) atraiu um público internacional a uma escala que até os produtores da King of the Baggers não esperavam. mais de 2 milhões de espectadores, só no Facebook foram mais de 300.000 compartilhamentos! uma coisa eu sei... essa competição ainda dará muuito o que falar!  





domingo, 29 de novembro de 2020

Harley-Davidson Serial 1 Cycle 2021

O ronco característico dos motores com dois cilindros em V é uma espécie de marca registrada da Harley-Davidson. Bom, pelo menos até agora… A nova aposta da empresa sediada em Milwaukee não é outra motocicleta com muitos cromados e grande porte, e sim uma bicicleta elétrica. A previsão é lançar o modelo já em 2021. As bicicletas elétricas farão parte de uma nova divisão, batizada de Serial 1 Cycle Company.

O nome é uma analogia à moto Serial Number One, a primeira desenvolvida pela Harley-Davidson, em 1903. As referências ao passado também estão presentes no design da bike, repleta de elementos que remetem ao modelo pioneiro. Até mesmo o purista mais radical deve reconhecer que, ao menos no visual, a bicicleta elétrica não nega as origens. Repare nos pneus brancos, no quadro com linhas simples e no selim em couro, sustentado por molas: a bike é puro estilo retrô. Informações técnicas, contudo, ainda não foram reveladas. “Quando a Harley-Davidson colocou potência em duas rodas pela primeira vez, em 1903, mudou para sempre a forma como o mundo se movia.


Inspirados pela visão empreendedora dos fundadores, esperamos mudar mais uma vez a forma como os ciclistas se movem ao redor do mundo”, declarou Aaron Frank, diretor da Serial 1 Cycle Company em um comunicado à imprensa. Porém, a aposta da fabricante em bicicletas elétricas não é movida apenas por idealismo. Empresas de pesquisa de mercado prevêem um enorme crescimento de demanda por bicicletas elétricas nos Estados Unidos já nos próximos anos. Com base nesses estudos, marcas como BMW e Ducati também estão desenvolvendo projetos de e-bikes . Além do mais, essa não é a primeira vez que a Harley-Davidson investe em veículos elétricos. A marca já lançou a linha de motos LiveWire, que também tem esse tipo de propulsão.




quarta-feira, 21 de outubro de 2020

HARLEY-DAVIDSON: vai abandonar 50 países?


 Harley-Davidson anunciou no Paraguai que está deixando o país, segundo a imprensa local, o anúncio e a decisão foi tomada devido “à situação econômica e sanitária mundial”.

Há algum tempo que a Harley-Davidson vem fazendo reformas profundas para limpar as contas e salvar a empresa, desde o fechamento da fábrica na Índia, parcerias com fabricas chinesas para trazer modelos baratos para a Ásia, cancelamento de Bronx, nomeação de novo CEO, nomeação de um novo diretor financeiro, etc.

Agora a empresa pretende deixar outros países, é compreensível que feche em países economicamente não rentáveis, mas o que nos surpreendeu é que a imprensa paraguaia relata que a Harley-Davidson planeja fechar a operação em 50 países.

A H-D anunciou também que continuará a manter o apoio ao cliente e garantias, serviços e peças de reposição até ao final de 2021 nesses países afetados, entendemos que para além desse ano não existe qualquer apoio oficial de qualquer tipo aos clientes da marca.

Mas acompanhando a imprensa paraguaia, uma coisa que nos surpreende é que a Harley-Davidson também anunciou que vai reduzir a produção dos modelos nos Estados Unidos e o fechamento de parte de sua rede de concessionárias no país.

No Brasil ainda não sabemos quais serão os reflexos destas decisões, somos um país de medidas continentais e uma ampla rede de lojas da marca, acredito que com capacidade para ser um polo da marca na América do Sul. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...